Check-up: O que é e quando fazê-lo

Hoje, o site da AFABB traz para você uma dica de saúde muito importante.

A maioria das pessoas acredita que fazer um check-up é apenas se submeter a uma bateria de exames laboratoriais e de imagem. Por mais sofisticados, caros e precisos que sejam os exames fazem parte do check-up, mas não é o check-up em si.

O check-up é uma avaliação da saúde do indivíduo de acordo com o sexo e a idade e a relação dele com hábitos, antecedentes e características individuais, familiares, ambientais e profissionais.

Trata-se de uma avaliação médica ampla, que pressupõe a abordagem pelo especialista dos diversos aspectos da saúde mental e física do paciente nas diferentes etapas da vida dele.

A partir dos 30 anos a maior parte das mulheres e dos homens encontra-se num ciclo de vida diferente dos anteriores. Novas relações sociais, novos interesses, novas ambições, trabalho, busca pela estabilidade. É também quando surgem, embora nem sempre perceptíveis sinais de desgaste e degeneração no organismo, que costumam ser agravados pelo estresse resultante das complexidades deste ciclo de vida.

Atualmente, a visão da Medicina é muito diferente da ciência que dirigia todos os seus esforços para curar doenças. Com o advento dos exames de imagem, como a ultra-sonografia ou a tomografia computadorizada, somados aos exames laboratoriais mais precisos, hoje é possível detectar um sem-números de enfermidades na fase inicial, quando ainda não há sintomas de sua existência. Daí, a necessidade de todo adulto, homem ou mulher, a partir dos 30 anos, fazer uma série de exames periodicamente para saber se não há nenhum inimigo oculto “alugando” seu organismo.

Dependendo do histórico médico do paciente, considerado cada vez mais um fator importante na prevenção de doenças, o check-up anual pode começar antes do previsto. “Os homens devem iniciar seus exames de rotina da próstata a partir dos 45 anos. Mas aqueles que têm antecedentes familiares desse tipo de câncer têm mais chances de desenvolver a doença, portanto devem realizar exames periódicos a partir dos 40 anos, mais cedo do que se recomendaria habitualmente”, avisa Geraldo Faria, urologista, diretor do Instituto de Urologia e Nefrologia de Rio Claro (SP) e presidente da Sociedade Latino-Americana de Medicina Sexual.

Essa postura indica outra mudança dos profissionais. Se, há alguns anos, o ideal era fazer uma enorme bateria de exames para cercar as possíveis mazelas por todos os lados, hoje vigora a idéia do check-up personalizado. Os médicos só estabelecem a lista de exames a serem feitos depois de uma minuciosa consulta clínica e uma avaliação criteriosa do histórico médico e do estilo de vida de cada paciente.

Prevenção é o objetivo

É fácil entender a importância do check-up: se uma doença é detectada no seu início, as chances de tratamento e de cura são maiores. Existem patologias presentes em boa parte da população, como hipertensão e diabetes, que permanecem anos na fase pré-clínica, sem apresentar nenhum sintoma. Apesar disso, a agressão ao organismo está seguindo seu curso. Quando descobertas no início há a possibilidade de evitar a ocorrência de danos maiores ou de controlar a doença para evitar que esses danos ocorram.

A AFABB entende e se preocupa com essa necessidade e por isso disponibiliza para você e sua família um pacote de benefícios com acesso a convênios médicos, odontológicos, comerciais e a seguros que proporcionam uma economia de até 70%.Todas essas vantagens por apenas  *R$ 20,00 (Plano Familiar).

Associe- se agora e aproveite todas as vantagens de ser um associado!

*Valor referente à outubro/2014



.
Agência TWD - Comunicação Digital